Dr. José Carlos de Barros Lima recebe homenagem da Câmara Municipal de São Paulo

e61784fd-34aa-4c3e-9be1-77b8350d0826O fundador e diretor geral do Colégio Santo Ivo, Dr. José Carlos de Barros Lima, foi agraciado com o “Colar Guilherme de Almeida”, concedido pela Câmara Municipal de São Paulo, em cerimônia realizada na última quarta-feira (21).

A honraria homenageia pessoas que tenham prestado importantes colaborações para valorizar ou preservar a história da cidade de São Paulo.

Os trabalhos foram apreciados por uma comissão composta por representantes do Museu Casa Guilherme de Almeida, da Sociedade Veteranos de 32- MMDC, da Academia Paulista de História, da Academia Paulista de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo e do Centro de Memória do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo.

Também foram homenageados com o Colar a escritora Lygia Fagundes Telles; o maestro Júlio Medaglia; o presidente da Sociedade de Veteranos de 1932, coronel Mário Fonseca Ventura; o Coral-USP; o docente titular do Museu Paulista, Jorge Pimentel Cintra; o sociólogo José de Souza Martins; e a Pró-TV, fundada em 1955 pela atriz Vida Alves juntamente com a Associação de Pioneiros da TV.

6be40beb-dab2-4108-ab5a-e1a55295c0e9

Currículo extenso

Pedagogo e advogado, Dr. José Carlos de Barros Lima tem se destacado, durante toda a sua vida, em diversas funções, com relevantes serviços prestados a São Paulo e uma atuação ativa no bairro da Lapa e ao culto da Revolução Constitucionalista de 1932.

Além de diretor-geral do Colégio Santo Ivo e advogado titular do escritório Advocacia Barros Lima, é diretor do Museu “Maria Soldado e presidente do Núcleo Oeste-Lapa e da Comissão de Resgate da Memória do Movimento Constitucionalista de 1932, da Sociedade Veteranos de 32- MMDC.

Dr. José Carlos também é vice-presidente do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IGHSP).

Na Lapa, onde mora desde que nasceu, tem se envolvido profundamente para o desenvolvimento comercial e pela preservação da história do bairro.

De 1990 a 1995, foi Superintendente da Associação Comercial de São Paulo – Distrital Lapa, reeleito por três mandatos, desenvolvendo projetos de valorização e de defesa das prerrogativas do empresariado, sensibilizando-o para a função social que desempenha no seio da comunidade. Ainda nos anos 1990, presidiu o Rotary Club de São Paulo – Lapa; a Associação dos Amigos e Usuários do centro Esportivo e Educacional “Edson Arantes do Nascimento” (AUACESP); o Fórum Lapeano de Cidadania; e a A.C.M – Associação Cristã de Moços – Lapa.

Atualmente, ainda é Conselheiro vitalício do Conselho Deliberativo da Associação Comercial de São Paulo; Conselheiro nato da Associação Comercial de S. Paulo – Distr. Lapa;  Sócio remido da  LABRE – Liga de Amadores Brasileiros de Rádio Emissão; Conselheiro do Conselho das Associações de Bairro da Região Lapa; e Sócio Remido da Associação dos Advogados de São Paulo.

Guilherme de Almeida

Guilherme_de_Almeida_at_ABL_1930A honraria concedida pela Câmara Municipal de São Paulo leva o nome do poeta Guilherme De Almeida, que foi um dos organizadores da Semana de Arte Moderna de 1922 e criador da conferência para a difusão da poesia moderna intitulada “Revelações do Brasil pela Poesia Moderna”. Almeida também foi um dos fundadores da Fundação Escola de Sociologia e Política, da revista Klaxon e elaborou a capa da primeira edição do livro “Paulicéia desvairada” de Mario de Andrade. O poeta foi o primeiro modernista a entrar para a Academia Brasileira de Letras.

Em 1932, Guilherme participou ativamente da Revolução Constitucionalista, chegando a se alistar voluntariamente, como soldado raso, e a lutar na cidade de Cunha. Ao final desse Movimento, foi preso e exilado em Portugal, onde permaneceu até o ano seguinte.

downloadUm dos objetos mais significativos do período, ligados ao poeta, é a Moeda Paulista, que pode ser encontrada no Centro de Memória e Estudos da Revolução Constitucionalista de 32, localizado na sede do Santo Ivo.

A Moeda Paulista traz, cunhados em minúsculas letras, belos versos de Guilherme de Almeida, que simbolizam a arrecadação de bens entre a população com o propósito de financiar o Movimento Constitucionalista. Na época, pessoas tiraram dos dedos suas alianças de casamento e noivado para entregá-las pelo ideal da revolução. Confira, abaixo, o poema de Guilherme de Almeida:

MOEDA PAULISTA
Guilherme de Almeida

Moeda Paulista, feita só de alianças,
feita do anel com que Nosso Senhor
uniu na terra duas esperanças:
feita dos elos imortais do amor!

Quanto vale essa moeda?  Vale tudo!
Seu ouro eternizava um grande ideal:
e ela traduz o sacrifício mudo
daquela eternidade de metal.

Ela, que vem na mão dos que se amaram,
Vale esse instante, que não teve fim,
em que dois sonhos juntos se ajoelharam,
quando a felicidade disse: SIM.

Vale o que vale a união de duas vidas,
que riram e choraram a uma só voz
e, simbolicamente desunidas,
vão rolar desgraçadamente sós.

Vale a grande renúncia derradeira
das mãos que acariciaram maternais,
o menino que vai para a trincheira,
e que talvez… talvez não volte mais…

Vale mais do que o ouro maciço:
vale a glória de amar, sorrir, chorar,
lutar, morrer e vencer… Vale tudo isso
que moeda alguma poderá comprar! 

DSC09169

 

O inverno está aí! Você já ajudou?

3a-Campanha-solidaria_2017_invernoCNesta quarta-feira (21) começa o inverno e agora é que o frio chega para valer! Para ajudar os mais necessitados, que são os que mais sofrem com a queda da temperatura, o Santo Ivo realiza, neste mês, sua 3ª Campanha Solidária, que, em junho, arrecada roupas e calçados adultos e infantis.

As doações do colégio serão reunidas às da A.A.L. – Associação dos Advogados da Lapa e Grupo dos Escoteiros Quarup e entregues às instituições assistidas nas campanhas anteriores e, também, para os necessitados do Hospital Santa Marcelina de Itaquera.

O itens doados podem ser depositados nas caixas coletoras, localizadas nos seguintes locais:
– Secretaria da Unidade II;
– Hall da SEDE;
– Pátio coberto do Curso de Educação Infantil.

Faça a sua parte e ajude alguém a se proteger melhor neste inverno!

Aproveitamos, ainda, para agradecer pelo resultado da “Campanha de Abril” (produtos de higiene). Foram arrecadados os seguintes itens:

15 escovas de dente
1 caixa de fio dental
130 sabonetes
43 cremes dentais
6 caixas de hastes flexíveis
5 pacotes de absorventes (32 unidades)
1 sabonete líquido
4 desodorantes
2 condicionadores
12 shampoos
64 rolos de papel higiênico
1 pacote de algodão
Amostras de sabonetes, shampoos e condicionadores

PRODUTO DE LIMPEZA

3 pares de luvas
2 caixas de sabão em pó
2 esponjas de limpeza

Quer completar o álbum de figurinhas? Saiba como

19279268-982c-4ccd-b90a-78d7fbad738fNo mês de maio, tivemos uma série de comemorações alusivas ao 50º aniversário do colégio, sendo que as atividades que se destacaram muito entre os alunos foram a montagem e troca de figurinhas do “Livro Ilustrado Comemorativo”. A ideia do álbum foi divulgar a história do colégio através de pequenos textos e imagens, promovendo uma integração entre os alunos, professores e funcionários neste ano comemorativo.

Nesta sexta-feira, os alunos receberam o último lote de figurinhas. Os estudantes que, porventura, não conseguiram completar o álbum e têm esse desejo, poderão fazer encomenda das figurinhas específicas através da editora responsável pela confecção do álbum. A troca destas figurinhas será vinculada à doação de material escolar que será enviada para o sertão nordestino, através da ONG “Amigos do Bem”.

Para solicitar as figurinhas, os alunos poderão encaminhar um e-mail para: ROSANGELA@CORNUCOPIA.TUR.BR com as seguintes informações: nome completo do aluno, série e a numeração das figurinhas desejadas. Os pedidos serão recebidos até 11 de agosto, respeitando a tabela abaixo:

Tabela de trocas

01 a 19 figurinhas: 1 apontador + 1 borracha + 2 lápis grafite.
20 a 29 figurinhas: 1 caderno de 100 folhas (brochura).
30 a 39 figurinhas: 1 caderno de 100 (brochura) + 2 lápis grafite.
40 a 49 figurinhas: 1 caixa de lápis de cor (12 cores) + 1 apontador
50 a 59 figurinhas: 1 caixa de canetinhas hidrocor (12 cores) + 1 borracha
60 a 80 figurinhas: 1 caderno de 100 folhas (espiral/universitário).

Importante: os materiais escolares precisam ser novos e entregues na secretaria, no momento da retirada da encomenda (até 5 dias úteis após a solicitação via e-mail).

Participe desta Ação Solidária!

A finalização do nosso álbum ajudará o cotidiano escolar de muitas crianças!

Alunos da 2ª série aprendem como funcionam cinema e câmeras antigas em aula de Óptica

Óptica é o ramo da física que estuda os fenômenos relacionados à luz. Para se aprofundar no estudo sobre essa área, o professor Wellington realizou uma atividade interessante com os alunos da 2ª série do Ensino Médio no Laboratório de Física. Eles aprenderam como funcionam os cinemas e as câmeras fotográficas mais antigas, analisando as propriedades da luz.

O componente óptico da câmera é a lente. Essencialmente, uma lente é apenas um pedaço curvo de vidro ou plástico. Seu trabalho é captar os feixes de luz refletidos por um objeto e redirecioná-los de modo que venham a formar uma imagem real, que pareça exatamente com a cena na frente da lente.

Projetores de cinema também utilizam lentes para gerar uma imagem real a partir das gravações contidas em cada fotograma do rolo de filme. Os fotogramas são projetados no telão rapidamente, dando a ilusão de movimento.

Confira as fotos:

Laboratório de Física: óptica - 2ª série Ens. Médio (maio/2017)

Unidade II tem Intervalo Musical especial dos 50 anos

Na última sexta-feira (26), os alunos do 9º ano e Ensino Médio se reuniram no pátio da Unidade II para uma manhã diferente.

Para dar início, o professor Wellington, de Física, surpreendeu a todos com uma bela versão de “Parabéns a Você”, no violino, em homenagem aos 50 anos do Colégio Santo Ivo.

Logo em seguida, em volta de uma mesa repleta de bolinhos, com a presença dos diretores do Santo Ivo, Dr. José Carlos e Myrna, professores, alunos e funcionários, todos cantaram “Parabéns” ao colégio e se juntaram para uma foto coletiva.

Depois, em uma edição especial do “Intervalo Musical”, que acontece mensalmente, os professores Eduardo, de Geografia, e Valeria, de Inglês, cantaram “Águas de Março”, famosa canção de Tom Jobim.

Quem também mostrou seus talentos vocais foi o prof. Wellington, que arrasou cantando a música “Hallelujah”, de Leonard Cohen.

Ele mesmo encerrou o intervalo tocando Kate Parry no violino.

Confira ABAIXO as fotos:

Intervalo Musical: Especial 50 anos - 9º ano e Ensino Médio (maio/2017)

Alunos da 1ª série do Ens. Médio estudam pH naturais em aula de Química

Em aula no Laboratório de Química, realizada em 17 de maio, os alunos da 1ª série do Ens. Médio fizeram experimentos com indicadores de pH naturais, extraídos de flores e alimentos, como beterraba e repolho.

Na atividades, eles viram como a natureza é capaz de sinalizar o estado do ambiente a partir de alterações químicas recorrentes da poluição e contaminação, onde o pH do meio pode ser alterado, resultando na mudança de cor das pétalas de flores e alterações na coloração de alguns alimentos.

Confira as fotos:

Laboratório de Química: ph Naturais - 1ª série Ens. Médio (maio/2017)

Alunos da 3ª série participam de Cine Debate sobre racismo

Os alunos da 3ª série do Ensino Médio participaram de uma atividade especial sobre racismo, em parceria com o cursinho Intergraus.

Primeiramente, eles tiveram uma aula com professor do Intergraus, que abordou o racismo ao longo da história até os dias de hoje.

Depois, todos seguiram para o Sesc Pinheiros, para assistir ao filme “Estrelas além do tempo”. Baseado em fatos reais, o longa mostra a decisiva atuação de três negras que trabalharam na Nasa durante a corrida espacial travada entre os EUA e a União Soviética no início dos anos 1960, durante a Guerra Fria, e os obstáculos que essas mulheres têm de enfrentar com o preconceito de gênero e a segregação racial em vigor na época.

Por fim, foi realizado um debate, na qual foi proposta uma reflexão mais ampla sobre o verdadeiro exercício de cidadania, permitindo a interação de todos os participantes para a desconstrução do racismo, preconceito e discriminação.

A atividade aconteceu no dia 16 de maio.

Veja as fotos: